Essa eu precisava contar

Hoje vim pro trabalho de carona com uma colega. Ela é filha de pais italianos, mas nasceu na Suíça, e tem dupla cidadania. Eu perguntava se ela se sentia mais suíça ou italiana, e ela explicou:

- Me comporto suíçamente. Mas sou italiana no coração.

Pra testar, eu perguntei:

- Se Suíça e Itália se enfrentam na Copa, você torce pra quem?
- Itália.
- Tá falado.

Aqui, como em outros países da Europa, a criança que nasce filha de pais estrangeiros, não recebe cidadania automática. Precisa requerer e passar por um processo de provação. A Tiziana começou então a me contar da dela, aos 18 anos.

Você preenche a papelada e recebe um livro didático. O livro fala sobre a história do país, a legislação e algumas tradições. Tiziana estudou na medida do possível e 6 meses depois, foi fazer o teste pra ganhar passaporte suíço.


Eis que ela chega na prova e a pergunta final era: "Descreva com detalhes como se prepara o fondue"

Pode?

Perguntinha capisciosa, pra saber não apenas se você conhece, mas se gosta do negócio...

É por esse e por outros absurdos que eu digo: Tiamu Suíça.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas